domingo, 12 de abril de 2009

Amnésio

A ????????

Filha de Urano e Gaia, Mnemosine é a deusa da memória, aquela que preserva os seres do esquecimento (acho que é isso, se me recordo bem)... Se a lembrança é uma dádiva, em demasia, ela torna-se um mal, pois a hipermemória destrói qualquer possibilidade de convivência social, uma vez que o recordar contínuo põe a nu a própria fraqueza e as fraquezas alheias. Por outro lado, a ausência completa de lembranças, ou a incapacidade de armazená-las, também configura-se como outro problema não menos grave... Eis aí a minha punição mítica: a hipomemória. Já fui a médicos, já fiz exercícios específicos pra reforçar a minha capacidade para lembrar, já comprei uma agenda (mas sempre me esqueço de anotar as coisas e pior: me esqueço de consultá-la), já me desesperei com isso, mas, com o tempo, descobri que esse mal traz desvantagens, mas também muitas benesses... Ao mesmo tempo em que não me lembro das rotas no trânsito (canso de sair e esquecer para onde vou), de onde coloquei as chaves (acho que esse objeto deveria ser extinto da face da terra, em face de sua capacidade de ocultar-se), a carteira, as meias etc, também esqueço-me facilmente das ofensas, de coisas ruins, dos motivos que desencadearam brigas (minha esposa diverte-se quando algumas horas depois de alguma discussão, eu sorrio, começo a brincar e depois pergunto a ela: - acho que havíamos brigado, eu estava zangado com você, qual foi o motivo mesmo? óbvio que depois disso rimos e eu dificilmente recordo outra vez o que realmente aconteceu)...

Ah! tentei por exemplo escrever este texto algumas vezes, mas advinhe: sempre me esquecia quando sentava-me em frente ao computador...

Filho bastardo da deusa Mnemosine, sigo com meus esquecimentos constantes... Aliás, o que era mesmo que eu ia colocar aqui no fim do texto?

4 comentários:

LÍVIA NATÁLIA disse...

Estou aqui para atestar que é tudo a mais pura verdade. Sem, ao menos, citar, por exemplo, uma vez que tínhamos que pegar o retorno do Bonocô para chegar à SUCOM e ele seguiu, em linha reta, pegando a BR por quase 30 KMs...ou quando ele quase nos coloca na contra mão, na mesminha BR 324, pq esqueceu o retorno para Salvador - isso foi antes de ontem...

Mas, quanto às brigas, realmente, isso é uma imensa vantagem...principalmente pq sou eu que comumente as inicio. RSRSRSRSRS!!!!!!!!!!!

aeronauta disse...

Ah, que ótimo! Adorei! Claro que me lembrei das chaves, óbvio! Eu é que nunca caí na besteira de lhe emprestar minha chave! E eu sou doida?

Ana Claudia Pantoja disse...

Sonho de consumo: um alarmezinho móvel, capaz de aderir à superfície que o usuário escolher. Perdeu o controle remoto da televisão? Aciona o alarme. Cadê as chaves que estavam aqui? Alarme nelas.

Ah, meus sonhos de virar bilhardária...

SANDRO ORNELLAS disse...

Vá ver Palavra Encantada! E não se esqueça!